quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Revendo Madrid

Em julho de 2015 fui mais uma vez a Madrid, com um grupo familiar de 15 pessoas, foi muito giro sobretudo pela diversidade do grupo, angolanos, brasileiros e portugueses, cada um à sua maneira foi expressando a sua alegria.

Arrancamos por volta das 04H30 da manhã de Lisboa paramos em vários locais para apanhar mais gente, aos poucos o grupo ficou maior e arrancamos em direção a Elvas, cidade com um património histórico enorme, foi uma visita breve dado que o destino era Madrid, já lá tinha estado e conhecia alguns lugares, tomamos um pequeno almoço muito bom numa das estações de serviço, por ali deambulamos um pouco e arrancamos com rumo a Mérida para uma pequena paragem, de seguida paramos em Madrid uma vez que tínhamos que almoçar e já estávamos um pouco atrasados, almoçamos no hotel de nome Allembrada, muito simpático, onde nos serviram uma excelente refeição.

Depois do almoço fomos até ao centro de Madrid, paramos nos locais emblemáticos como é habitual, foi um dia muito bem passado.

Passeando pelos locais mais emblemáticos de Madrid fomos parar à Plaza de Espanha, onde revi novamente o Palácio e tudo o que existe naquele espaço, seguidamente fomos até à Plaza de Touros andamos até à Estação de Atocha, passando por Cibeles e lembrei-me que do lado esquerdo de quem sobe esta avenida, existe o Museu do Jamon onde comi imensas sandes de presunto, eram uma delicia e bem baratas, fiquei surpreendida com o preço.

Chegamos ao hotel  à hora do jantar e logo de seguida fomos dormir uma vez que estávamos cansados da viagem.

No dia seguinte após o almoço seguimos até Toledo uma das cidades históricas de Espanha, adorei, não conhecia e fiquei apaixonada pelo património histórico daquela cidade.









sábado, 6 de fevereiro de 2016

Bonecos das preocupações


Uma tarde destas a minha princesa chegou a casa muito pensativa,  perguntei se se sentia bem ?? ela abanou a cabeça a dizer que sim, mas sempre com o olhar muito pensativo não perguntei mais nada e tentei entretê-la com alguma coisa, jogos ,algo que a desviasse da preocupação que ela tinha…então, lembrei-me que tenho cá em casa um livro cujo título é bastante sugestivo “As preocupações do Billy” fui à estante e disse, que tal lermos este livro? .ela aceitou,  depois da leitura acabamos a tarde a fazer os bonecos das preocupações que tem origem na Guatemala.

“Desde há muitos anos, as crianças guatemaltecas fabricam os bonecos com bocados de madeira e restos de tecidos e fios.

À noite, à  hora de se deitarem, contam uma preocupação a cada um deles e colocam-nos debaixo da almofada.

Desta forma, as crianças acordam na manhã seguinte sem preocupações.

Este hábito tem-se espalhado pelo mundo”


Ela ficou feliz  e acabou por fazer bonecos das preocupações para toda a gente através de uma cartolina grossa que cá tinha e pintamos, não ficaram como os verdadeiros, mas são os bonecos dela  mãe, pai, avós, irmã, tios, primos e amiguinhos!!

 


Toda a gente sem preocupações à noite antes de dormir diz ela!!