quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Histórias de vida.... em romance de cordel!! SOL E LUA!!







Estou sentada em frente ao computador, olho pela janela e vejo a lua que está em quarto crescente, é assim que gosto de a ver bem brilhante, o céu hoje está negro mas a lua está presente para me dizer boa noite, a propósito de lua lembrei-me de uma história a do Sol e da Lua…

Sol um rapaz muito tímido, um dia apaixonou-se por uma rapariga, foi com ela que teve a primeira relação sexual, calhou-lhe a Lua, mulher com um filho e alguma experiência de vida.

O Sol com 28 anos  nunca tinha tido nenhum relacionamento mais íntimo a não ser beijos e abraços com outras mulheres.... um dia apareceu em casa da mãe com  a Lua, vinham de um festival, ela dormiu em casa dele e a mãe disse-lhe cuidado com a parte emocional, não te envolvas tanto…

 Sol ainda não tinha encontrado a sua verdadeira paixão e não se entregou a nenhuma mulher, queria algo que despertasse o seu coração e aconteceu com a Lua, mexeu com ele,  foram-se envolvendo cada vez mais tanto um como outro, estavam apaixonados e felizes, ela chama-lhe Sol e ele chama-lhe  de Lua.

Os amores tem momentos bons e maus, o Sol com inúmeros amigos e amigas e a Lua não gostava nada quando apareciam as raparigas, ficava ciumenta e em troca flertava com outros rapazes descaradamente sem o mínimo de respeito pelo Sol, dada a falta de experiência com as mulheres, Sol fazia tudo o que Lua lhe pedia, inclusive deixava que ela descarregasse toda a raiva que sentia em cima dele, chegava ao ponto da violência, ele como não queria ser violento com ela atirava os objectos que lhe apareciam à frente para o chão e as discussões eram cada vez maiores por causa das amigas do Sol.

Sol cada vez mais apaixonado fazia todas as cedência à Lua, até que um dia descobre que ela lhe andava a trair, aí é que as coisas se complicaram, Sol ficou desesperado sem saber o que fazer é muito difícil para alguém sentir na pele a traição de alguém, os amigos e amigas enchiam-lhe os ouvidos de palavras menos boas sobre a Lua e ele não sabia o que fazer,  a paixão sobrepôs-se a tudo,  ela defendia-se dizendo que era tudo mentira, os amigos e as amigas do Sol queriam que ele terminasse a relação que tinha  com ela pois não queriam que o Sol sofresse por uma mulher que não o respeitava…

Então começou o dilema do Sol, não sabia o que fazer… se deixava a Lua e esquecesse que ela existia ou se ultrapassava as traiçõezinhas e seguia em frente com ela??? Interrogações muitas e respostas só uma… a cegueira da paixão não o deixava ver com clareza o que estava à vista..

Num dia sem ninguém esperar ele resolveu o problema deste amor,  deslocou-se para outro país ….longe da vista …. Longe do coração!!!

Sol recomeçou a vida noutro país onde o frio era muito ….

Ia e voltava consoante as férias que a empresa onde trabalha lhe proporcionava, chegava sempre feliz pois gostava do conforto do lar do carinho dos amigos e amigas mas…não queria ver a Lua, ela ainda se atrevia a vir ter com ele … recebia-a friamente pois ainda estava tudo muito presente e ele não cedia, ela tentou várias vezes inclusive a mãe de Sol pediu-lhe que perdoasse a Lua, ele disse que não valia a pena, não queria mesmo nada com ela, uma vez que  tinha perdido toda a confiança… mas quando chegava a hora da partida para o país do frio... não queria ir.... inventava desculpas, perdia aviões enfim … ia sempre a chorar durante a viagem....

Decorridos seis anos o Sol veio mais descontraído  e já  lidava muito melhor com a situação, comentava com os amigos que a Lua já nada lhe dizia… os amores são assim, vão e vem como o Sol e a Lua….

O Sol foi em busca de outros horizontes, para outro país onde encontrou um amor …uma estrela brilhante!!

Só quero que o Sol seja muito feliz junto desta estrela e que a Lua encontre o seu caminho junto de alguém.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Aflições


Na quarta feira po volta das 17H30 estava a entrar no metro quando tocou o telemóvel, era o meu filho mais novo que está na Holanda atendi e do outro lado oiço dizer... mãe estou no Hospital... o que foi que aconteceu?? um acidente fui atropelado e parece que tenho uma costela partida... entrei em pânico.... mas depois recompus-me e disse estás vivo!!
Sim o facto de me ligar já era um grande sinal, estava vivo e falava....

As mães estão sempre preocupadas!!

Mãe é mesmo assim ,este meu filho que considero um anjo é sem dúvida o melhor filho do mundo, amo-o muito, a beleza interior deste meu anjo é a mais bela que conheci num ser humano, obrigada meu Deus por me teres dado a oportunidade de ser mãe deste homem, menino!!

Agora que ainda está mais longe não fico tão preocupada porque sei que tem ao seu lado um anjo da guarda, peço a Deus que tudo corra bem e que consiga conquistar o que mais quer neste mundo, Ser Feliz!!




 

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Mais uma viagem, desta vez para um outro continente, estou na América do norte numa da maiores cidades, Toronto, algo de mágico, realmente a vida da imensas voltas e num passe de magica vim para este lindo local.
 
Um agradecimento à minha princesa Susy ao meu príncipe Sergio.
 
Toronto é uma linda cidade com imensas atividades no verão, tudo muito arrumadinho, gente muito educada, muitos pontos de interesse turístico.
 
Assim que aterrei estavam à minha espera Susy e Sérgio um longo abraço pelas saudades que tínhamos, foi algo de belo.
 
Fomos até ao apartamento para tomar um duche e começar a minha aventura por Toronto.
 
Como vivem no centro é fácil irmos a qualquer sitio, saímos e fomos até uma feira de arte, adorei as  esculturas, pinturas expostas e a forma organizada. 
 
 
 
 
Depois desta visita à feira fomos dar uma volta pelas ruas da cidade, ainda era cedo e tínhamos marcação para jantar na CNTOWER uma das maiores Torres do mundo com 553 m2 de altura, para quem não aprecia e tem medo das alturas, é óbvio que não recomendo.
 
Chegamos ao local mais emblemático da cidade de fato é soberbo  o maior desejo era apreciar o pôr do sol sobre a cidade e sobre o grande lago de Ontário, fiquei maravilhada à medida que a torre rodava a uma velocidade pequena em torno do eixo.... algo inédito para mim claro....
 
 
A primeira  sala tem um quadrado enorme de chão em vidro,  como referi acima para quem tem receio de alturas não se deve aproximar, ficar sobre ele e olhar para baixo daquela altura, dá a sensação de que o vidro vai partir debaixo dos nossos pés e vê-se a profundidade ou altura a que estamos...  

O que mais me maravilhou foi ver o sol poente lá de cima que belo espetáculo, ele lindo a cair sobre a cidade e sobre os lagos a acompanhar o excelente jantar.

No dia seguinte como era sábado fomos até às ruas onde existem lojas de chineses à qual dão o nome de Chinatown, é de fato enorme existem ruas com os nomes escritos em chinês algo de inédito nesta cidade... não me lembro de ter visto algo semelhante noutro país, este foi um dos fatores que me despertou a atenção.

Gostei de ver as Dundas Street um dos locais privilegiados do comércio português, onde encontramos tudo o que é produto de Portugal, gente simpática lojas com nomes portugueses, portanto Toronto é  uma cidade multifacetada. Onde ninguém é de lá mas todos pertencem lá... assim entendo eu que nada sei.

Fui ao museu Contemporâneo do Canadá, havia uma exposição muito boa sobre as indumentárias das mulheres da Namíbia, adorei!!




segunda-feira, 7 de abril de 2014

Vamos ver o musical Panda

No domingo dia 15 de Dezembro de 2012, lá fomos ao Campo pequeno para assistir ao musical panda....

A minha neta adora o PANDA....e assim partimos para assistir ao espectáculo.... um domingo chuvoso mas alegre ...

aqui deixo alguns momentos passados junto do meu filhote e da minha linda princesa






quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Veneza Terra e Água


Adorei Veneza uma cidade mais que encantadora com algo especial... a água... é realmente um dos mais belos elementos da natureza o que torna Veneza numa cidade maravilhosa!!

Chegamos a Veneza de  noite já passava das 22H00 dado que já tínhamos estudado a cidade e também os percursos foi fácil chegar ao Hotel passamos algumas pontes como íamos com a bagagem fizemos o possível para chegar ao hotel o mais rápido possível a fim de não perder muito tempo, então depois de fazermos os check in lá fomos descobrir Veneza à noite.

Um domingo calmo, uma noite tranquila com algum frio mas nada de mais, primeiro procurar um local onde se pudesse comer alguma coisa a um preço acessível, perguntamos a alguns transeuntes e fomos parar a uma pizaria que fica aberta até às 2H00 da manhã, compramos uma piza enorme e dirigimo-nos para a praça de S. Marcos para comer numa das magnificas esplanadas da praça que estava completamente vazia,  o frio também não puxava muito para lá ficarmos mas a vontade de descobrir tudo foi maior e lá comemos a piza que estava deliciosa e quentinha soube-me ao melhor pitéu do mundo.

A praça de São Marco, o centro político, expressa a grandeza da capital do império veneziano.




andamos pelos recantos lindos da cidade, tudo em Veneza é belo, uma simples ruela, uma ponte, uma gondola, um povo muito simpático, cheio de energia e alegria!!

Atravessada por inúmeros canais e localizada num grande centro de uma grande extensão água ... Veneza tem uma dupla rede de transito...podemos andar a pé ou então utilizamos os barcos que navegam constantemente pelos canais venezianos. 



Como acima disse Veneza é única!!

Uma gôndola  que desliza silenciosamente, de repente um mercado e a riqueza das suas cores e do seu burburinho, uma tasca típica para descansar saboreando sossegadamente vinhos e petiscos locais, uma oficina onde apreciar a secular tradição do artesanato veneziano.


Esta é Veneza, onde a alegria é simplesmente passear por ela descobrir através do nosso olhar a beleza, os sons com o mesmo ritmo dos seus habitantes, um povo amigo e familiar.


Vou voltar a Veneza!!